o não gozo da contemporaneidade e as múltiplas possibilidades de acoplamento

atentem para o retrato do que somos: vejam, se antes o sujeito era o resultado de duras regras e experimentava apenas duas possibilidades, o certo e o errado, o gozar no acerto ou o gozar na transgressão, os tempos do hoje nos ensinaram que a simples dupla de escolhas se tornou um legado cultural que …