o começo

admitir que a vida é finita nos faz um pouco mais sinceros com nós mesmos. e mais atentos aos instantes. há alguns anos, pouco mais de cinco, resumi uma vida para que ela coubesse em carro. depois, em apenas um porta malas. após, em uma mala grande e - hoje - finalmente - em uma mala média. mas não se trata de bater recordes, mas sim em falar de simplicidade. não falo em não consumir, mas sim em consumir melhor. falo aqui sobre mais tempo e mais momentos. e é sobre isso - e sobre tantas outras coisas - que vou falar aqui, nesse diário pessoal, compartilhável.

vamos juntos?

IMG_5562.JPG

 
16
Kudos
 
16
Kudos

Now read this

novos objetos

por vezes, quando digo praticar o minimalismo, algumas pessoas chegam a dizer “não consigo, sou muito consumista”, mas algo deve ser dito: minimalismo não é algo sobre mesquinharia, nem sobre total abandono do consumo, mas sobre o... Continue →